Risco de Aborto Espontâneo Maior Se o Parceiro da Mãe Fuma

Um estudo realizado pelo Instituto Nacional de Investigação da China, em Beijing, mostrou que os fumadores podem aumentar o risco de aborto das suas parceiras. Esta evidência verifica-se tanto nos casos de exposição ao fumo antes da gestação, como durante o período de gravidez.

Segundo os cientistas, o aumento do risco de aborto poderá estar relacionado com a exposição a substâncias químicas, que advêm do tabaco e podem influenciar a qualidade do esperma do pai.

Em alguns casos, esta situação poderá resultar em mutações genéticas que podem conduzir à perda do feto.

Os testes que permitiram estas conclusões foram realizados entre 2010 e 2016, a mulheres não fumadoras e aos seus parceiros.

Cerca de seis milhões de grávidas, com idades compreendidas entre os 18 e os 49 anos, realizaram um exame de saúde antes da conceção e usufruíram de acompanhamento durante os três primeiros meses de gravidez e durante o primeiro ano de vida do bebé.

Segundo dados de investigação publicados no Journal of Epidemiology & Community Health, no passado mês de junho, a probabilidade das companheiras de homens não fumantes terem um aborto espontâneo é de 2,38%, enquanto que nas mulheres de fumadores a taxa ascende a 2,92%.

Quando os homens deixavam de fumar, antes ou na altura em que a companheira engravidava, a taxa de aborto espontâneo descia para 2,79%. Por outro lado, se o futuro pai não deixasse o uso do tabaco, este valor passava a ser 3,35%.

Mães que sejam fumantes ativas ou passivas, invariavelmente, expõem o feto a inúmeros riscos. O fumo é responsável por diversas deficiências que podem acontecer ao feto, durante a gestação ou após o seu nascimento. Exemplo disso são o aumento da frequência cardíaca fetal, o deslocamento prematuro da placenta, o baixo peso do bebé ao nascer e eventuais problemas cardíacos, cerebrais e na face.

Não obstante a investigação realizada, não é possível afirmar que existe uma relação de causa-efeito, isto é, que o fumo do tabaco provoca aborto espontâneo.