Nova campanha da Pulmonale pede aos portugueses que ajudem a Esperança a crescer

‘A Esperança não pára de crescer’. Uma esperança devolvida a quem enfrenta o diagnóstico de cancro do pulmão e que a Pulmonale quer celebrar. A nova campanha da Associação Portuguesa contra o Cancro do Pulmão, que assinala os seus 10 anos de trabalho, tem a esperança como protagonista e arranca no Mês de Sensibilização para o Cancro do Pulmão.

“Os avanços da ciência no cancro do pulmão têm sido imensos”, refere Isabel Magalhães, presidente da Pulmonale, que confirma as missões assumidas pela associação, desde a prevenção, promoção do diagnóstico precoce do cancro do pulmão, ao aconselhamento dos doentes e promoção de investigação sobre as causas e tratamento desta doença. Objetivos que, realça a dirigente, “são diferentes, mas se unem através do mesmo fio condutor: ajudar a salvar vidas. É isso que se pretende com a nova campanha, que este ano tem como foco os progressos que a medicina tem feito e que permitem aumentar a qualidade e  quantidade de vida dos doentes. Vivemos hoje, por isso, no tempo da Esperança.”

A campanha inclui um vídeo, que será divulgado em breve, onde se pode acompanhar o crescimento da Esperança, aqui representada por uma menina de cinco anos. Uma campanha que deixa o apelo a todos os portugueses: “envolva-se e ajude a esperança a crescer, não o cancro”.